Compulsão alimentar provoca obesidade?

Compulsão alimentar = Obesidade?

A compulsão alimentar não é uma causa isolada de obesidade. Entretanto, em pacientes com obesidade (IMC ≥ 30 Kg/m2) esta alteração do comportamento alimentar está mais presente. Ao diferenciar como a pessoa está comendo em exagero, se aumentando as porções ou apresentando episódios de compulsão alimentar, contribui para se definir qual o melhor tratamento para obesidade.

Como é o episódio de compulsão alimentar?

Caracteriza-se por um descontrole ao comer, no qual a pessoa se sente como se uma “força” maior a fizesse comer e mesmo “cheia” não conseguisse parar de comer. Durante este descontrole alimentar, pode ocorrer uma ingestão de uma grande quantidade de comida, em pouco tempo – pode durar minutos ou se prolongar por até 2 horas.

Após este momento, a pessoa passa por um intenso desconforto emocional. Alguns comportamentos associados durante este momento são:

  • comer escondido;
  • mastigar rápido;
  • iniciar a “orgia” alimentar sem que fosse uma resposta física a percepção de fome;
  • Quando estes episódios de compulsão alimentar acontecem com uma frequência ao menos de uma vez por semana, nos últimos 3 meses, se configura o Transtorno de compulsão alimentar (TCA).

Transtorno de compulsão alimentar é mais comum em pessoas com obesidade?

Sim. Na população em geral, em média 3 % podem apresentar o Transtorno de compulsão alimentar ao longo da vida. Enquanto nas pessoas com obesidade, que estão sem buscar tratamento para perda de peso, este valor é em média de 9 %. Quando se analisa grupos de pessoas com obesidade que procuram ajuda para perder peso, o valor de pessoas afetadas pelo TCA pode atingir 40 %.

Pessoas que estão “incomodadas” e sofrem de forma intensa com seu peso e imagem corporal são mais suscetíveis a apresentarem o TCA. O TCA dobra o risco de uma pessoa evoluir para obesidade. Importante compreender que o TCA é um dos fatores que influenciam para um aumento do peso corporal, mas não o único.

Quando alguém está acima do peso (IMC ≥ 25 Kg/m2) todo seu contexto clínico deverá ser avaliado. A avaliação deverá abordar a história familiar de obesidade, sedentarismo, hábitos alimentares, uso de medicamentos e saúde física. De acordo com esta análise individual, se obtém uma melhor estratégia de tratamento para pessoas com obesidade que apresentam compulsão alimentar.

Rio de Janeiro, 22 de junho de 2020.

Inscreva-se para receber nossa newsletter e fique por dentro de tudo o que há de novo aqui no Portal da Mente!

Relacionados.

Fui por aí, volte após o horário de almoço

Ouvi falar que existia um tempo do horário de almoço. Existiam refeições nas mesas e as pessoas até conversavam sobre algo, que não era produtivo. Bastava colocar a comida no prato, acomodar os talhares e mastigar. Acreditem, havia que se

Ver +
Psicodélicos, depressão e a realidade

Psicodélicos, depressão e a realidade

Nos últimos vinte anos, a psicodelia voltou com maior vigor ao meio científico. Em especial no cenário da psiquiatria e das neurociências, em que estudos clínicos passaram a explorar dentro do modelo científico, se estes agentes químicos que promovem uma

Ver +
não-olhem-pra-cima (1)

Não olhem para cima! Olhem bem para baixo mesmo

Sugiro aos incautos que deem uma conferida antes da leitura abaixo no filme “Não olhe para cima”, 2021, da Netflix, ou mesmo aquele Google da sabedoria instantânea. Claro que os curiosos podem ler do jeito que quiserem ou até mesmo

Ver +